Portal de Moura

Água Castello

Cooperativa Agricola de Moura e Barrancos

Herdade do Esporão

História
08-Jan-2008

A margem esquerda do Guadiana, integrada no período romano na Bética Ocidental e desde sempre sob a influência política de Sevilha, desempenhou ao longo da Idade Média e, depois, até à Guerra da Restauração, um papel de razoável importância na política externa de Portugal.

Na zona de Santo Aleixo são detectáveis vestígios que comprovam uma ocupação pré-histórica, sobretudo na Herdade da Negrita, onde se encontra um importante conjunto megalítico. Esta fixação humana no Concelho, desde épocas tão recuadas, encontra justificativa na riqueza da zona em minério, na proximidade de importantes vias fluviais e na existência de importantes zonas de cultivo.

 Praça Sacadura Cabral

 Rua de Serpa Pinto

O Castelo de Moura assenta sobre um povoado da Idade do Ferro de comprovada importância política e económica, contemporâneo do Castro da Azougada, dos Ratinhos e do Álamo, onde em 1930 foi feito um importante achado de cinco peças em ouro, hoje depositado no Museu Nacional de Arqueologia e Etnologia.

A época da dominação romana (séc. III a.c.-V d.c.) teve uma grande importância em Moura: numerosas Villae (grandes explorações agrícolas) e castros romanizados estão assinalados em todo o Concelho. São abundantes os monumentos epigráficos e funerários - as aras - alguns dos quais conservados no Museu Municipal.

Dos árabes (sécs. VIII-XIII) chegaram até nós um torreão de taipa da época almohade, no Castelo de Moura, peças de cerâmica e lápides epigrafadas.

 Jardim Dr. Santiago

 foto_historia04.jpg

O Castelo foi reconstruído no séc. XIV, numa época em que é incrementada a ocupação do espaço extra-muros, com a expansão da Vila pelos arrabaldes.

Em 1554 recebeu o título de "Notável Vila de Moura", constituindo um dos principais aglomerados populacionais do Sul do País, com cerca de 900 fogos e aproximadamente 3000 habitantes.

As Guerras da Restauração levaram a um reforço da estrutura defensiva, com a construção de uma nova cinta de muralhas. Essas fortificações sofreram uma ruína quase total em 1707, após a ocupação da Vila pelo Duque de Ossuna, General espanhol que as mandou arrasar.

Moura foi elevada à categoria de Cidade em 1988.

In " Moura - Culturas e Mentalidades"
de José António Correia - 1997
e
In " Moura Crónicas da Festa"
2001

 
             
Alimentos Guadiana
AMPEAI
D&F Cerejo, Lda
ABCPP
Hotel Passagem do Sol - Moura
Inside Lisbon Guest House
Coloque a sua publicidade aqui
Break - Momentos Fantásticos
Câmara Municipal de Moura
Luziana Noivas
Pastelinhos Safara
Madeicor - Francisco Beirão
Alentoner, Consumíveis Informáticos
Herdade dos Coteis
Iskandar
DN Automóveis
Baixo_Povoa_e_Helena
Eperas
SPORTS4U, Animação Turistico - Desportiva, Lda
Manuel Coutinho - Oficina de Rep. Mecânicas
JC PNEUS - João Costa Unipessoal, Lda